YELLOWRED, ON REUSED ARCHITECTURE
8 JUL 2017 17:00

Em Portugal, como em muitos outros países, os arquitectos apresentam às autoridades um projecto de transformação com base num código de cores específico: a cor preta indica o que existe, enquanto que o amarelo e o vermelho representam o que se propõe demolir e construir respectivamente. Utilizando este código, o livro «Yellowred, on reused architecture» dá a possibilidade ao leitor de conhecer a génese dos projectos seleccionados, ilustrando o estado em que os arquitectos encontraram o edifício antes do início do seu trabalho, quais as partes que decidiram sacrificar e o que de novo foi proposto.

Projectos seleccionados: 

1- Álvaro Siza, Paper Mill Museum, Leiria
2- Sergison Bates, City Library, Blankenberge 
3- José Ignacio Linazasoro, Cultural Centres Escuelas Pías, Madrid
4- 51N4E, C-Mine Cultural Centre, Genk, Belgium
5- Druot, Lacaton & Vassal, Bois-le-Prête Tower, Paris
6- Caruso St John, V&A Museum of Childhood, London
7- Diener & Diener, East Wing of Natural Museum, Berlin,
8- Miller & Maranta, Old Hospice, St. Gotthard-Pass
9- OMA, Prada Foundation, Milan

O livro foi lançado no Porto, na Circo de Ideias, sábado, dia 8 de Julho, às 17:00, com um debate entre os editores, João Filipe Machado, Martin Boesch e Federico Pompignoli, com Jorge Carvalho.