Arquitectura do Bacalhau e Outras Espécies

André Tavares, Diego Inglez de Souza

Qual é a arquitectura do bacalhau? É óbvio que um peixe não constrói edifícios, mas as suas características biológicas geram arquitectura. Este livro explora essa hipótese e foca-se na costa portuguesa para compreender as relações dinâmicas entre a construção em terra e a instabilidade dinâmica dos ecossistemas marinhos. Olhando para os séculos XIX e XX, num momento em que a industrialização das pescas impulsionou grandes transformações em terra e no mar, são escrutinadas as construções e territórios associados ao bacalhau, à sardinha, ao atum, à pescada e ao trio polvo, peixe-galo e tamboril. Através de várias chaves de leitura, da biologia dos animais às tecnologias da pesca e processamento do pescado, da política às práticas de consumo, é possível compreender a que ponto os peixes deram forma à construção da paisagem e do território e, em paralelo, como essa transformação aumentou a pressão ecológica sobre o mar.

Dafne Editora 2022 / autores: André Tavares, Diego Inglez de Souza / 150×225 / 292p / PT / design: João Faria/Drop / isbn: 978-989-8217-59-2

24.00

EasyPay